Informações

A utilização de jogos sérios tem chamado a atenção de pesquisadores e profissionais da área de saúde por extrapolarem o objetivo de entretenimento, em geral incluindo metas de aprendizagem ou treinamento. No contexto do processo de reabilitação motora, jogos sérios têm sido amplamente utilizados com o intuito de tornar tal processo mais atrativo para o paciente, que pode estar sujeito a situações desmotivadoras durante as sessões de fisioterapia como, por exemplo, a sensação de dor durante a realização de algumas atividades.

Nesse sentido, embora diversas pesquisas científicas apresentem aspectos positivos decorrentes da utilização de jogos sérios neste contexto, o desenvolvimento de um jogo desta natureza pode representar um processo complexo e que, muitas vezes, não apresenta resultados eficientes no sentido de manter o interesse do jogador após diversas utilizações de um mesmo jogo.

Com o intuito de contribuir com este cenário, pesquisadores têm investigado estratégias que visam a manutenção do engajamento do usuário durante a utilização de aplicações computacionais, especialmente de jogos. Uma das abordagens que têm recebido crescente interesse por parte dos pesquisadores consiste na adaptação afetiva, que é a adaptação automática de um software a partir do estado emocional do usuário.

Durante o desenvolvimento desta pesquisa de mestrado, foi proposto o framework EasyAffecta, concebido para propiciar a adaptação afetiva de jogos sérios para reabilitação motora.

O framework

A abordagem proposta para contribuir com a inclusão de adaptação afetiva em jogos de reabilitação considera três tipos de usuários: o programador, o fisioterapeuta e o paciente. Os três tipos de usuários são beneficiados com a utilização do sistema, pois o programador pode incluir a funcionalidade de adaptação afetiva em seu jogo sem grande esforço de programação, o fisioterapeuta terá o controle das alterações que serão promovidas, enquanto o paciente poderá utilizar um jogo que se adapta ao seu estado emocional e ao seu perfil, atendendo aos critérios de identidade e customização, desejáveis na elaboração de um jogo sério.

Para tornar essas funcionalidades possíveis, o EasyAffecta consiste em um conjunto de três módulos interligados: (a) módulo de Reconhecimento, que é responsável por capturar sinais de entrada do usuário e inferir o estado emocional do mesmo; (b) módulo Controlador, no qual são configuradas as adaptações que serão realizadas na aplicação em resposta à emoção identificada pelo módulo anterior e (c) módulo de Adaptação, inserido na aplicação final, que receberá as instruções a serem executadas. A divisão do framework em três módulos é interessante por possibilitar o baixo acoplamento com alta coesão entre os componentes do EasyAffecta, possibilitando que tanto a técnica de reconhecimento de emoção quanto o jogo com adaptação afetiva sejam substituídos. Assim, é possível empregar diferentes técnicas para o reconhecimento da emoção, assim como aplicar os conceitos em quaisquer jogos desenvolvidos com a tecnologia considerada na implementação.

A figura a seguir apresenta uma visão geral do framework EasyAffecta, ilustrando o relacionamento entre os módulos do sistema, as atividades previstas em cada módulo e as atribuições que os usuários programador e fisioterapeuta terão em cada um desses módulos.

Arquitetura do framework EasyAffecta

Conteúdo relacionado

Membros