Informações

Hoje, nenhuma organização consegue resultados satisfatórios sem um sistema gerenciador de banco de dados. Portanto os métodos para gerenciamento dessas informações são cada vez mais importantes e, para isto, é necessário que o acesso a elas seja facilitado. Mesmo com o modelo de SGBD Relacional não apresentando grandes problemas ou dificuldades para a manipulação dos dados, o modelo SGBD Objeto-Relacional foi criado. Tendo como base a programação orientada a objetos, este modelo teoricamente oferece mais facilidade de manipulação dos dados e agilidade dos processos. O presente trabalho destina-se ao teste da eficácia e a eficiência do modelo de dados Objeto-Relacional, que apresenta características de orientação a objetos com as funcionalidades do modelo Relacional. O objetivo foi verificar as particularidades de cada um dos modelos, através de testes feitos com o auxílio de uma ferramenta criada e desenvolvida em Java pelo autor do trabalho. Pode-se verificar que o modelo Objeto-Relacional embora tenha mais agilidade na maioria dos casos, apresenta alguns problemas com integridade de relacionamentos caso não sejam criados métodos específicos para este controle. Já no modelo Relacional, a integridade é garantida em todos os casos, embora a performance não seja tão satisfatória quanto no modelo Objeto-Relacional. Além disso, a manipulação dos dados torna-se mais trabalhosa do ponto de vista do administrador de bancos de dados.

Palavras-chave: SGBD. Objeto-Relacional. Relacional. Banco de Dados.

Membros